Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Entrada
Corpo da página (ALT + 2)
FPCCSIDA in Jornal da Madeira

Debate - A infeção VIH-SIDA - Prevenção não tem idade - 6

 
FPCCSIDA in Diário de Notícias da Madeira

Debate - A infeção VIH-SIDA - Prevenção não tem idade - 5

 
Workshop Descobre a tua Personalidade com o Eneagrama

Workshop Descobre a tua Personalidade com o Eneagrama

 
Dia Mundial da Luta Contra a SIDA - CAOJ da Beira Alta

O Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ) da Beira Alta associou-se a uma iniciativa da ULSGuarda e do IPG assinalando o Dia Mundial da Luta Contra a SIDA, no dia 1 de dezembro, num Centro Comercial da cidade da Guarda.

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA CAOJ da BA - 1

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA CAOJ da BA - 2

 
Dia Mundial da Luta Contra a SIDA - CAOJ de Coimbra

Mensagens de não discriminação elaboradas pelos/as estudantes, no âmbito do Projeto Nacional de Educação Pelos Pares (PNEP), no Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ) de Coimbra, da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), em linguagem de emojis.

Dia Mundial de luta Contra a SIDA 2018 - 8ºA

Dia Mundial de luta Contra a SIDA 2018 - 8ºE

Dia Mundial de luta Contra a SIDA 2018 - 8ºF

De modo a assinalar o Dia Mundial da Luta Contra a SIDA - 1 de dezembro, data escolhida para que todos e todas possam reflectir sobre a síndrome da imunodeficiência adquirida e a discriminação de que são alvo as pessoas portadoras desta síndrome, lançou-se um desafio às e aos alunos/as dos 7º e 8º anos das Escolas de Coimbra, onde o Projeto Nacional de Educação Pelos Pares (PNEP) está a ser desenvolvido, no sentido de escreverem frases de sensibilização e não discriminação de pessoas portadoras do VIH, mas em linguagem de emojis.

O desafio foi muito bem aceite e as suas mensagens foram afixadas em diversos espaços nas respectivas escolas de modo a sensibilizar toda a comunidade educativa para esta problemática.

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 1

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 2

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 3

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 4Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a SIDA” (FPCCSIDA) e os Hospitais da Universidade de Coimbra, assinalaram, pelo quarto ano consecutivo, o Dia Mundial da Luta contra a SIDA, com a colocação do laço vermelho, símbolo da efeméride, junto à entrada principal do Hospital Central.

Com esta iniciativa, pretende-se alertar toda a comunidade que frequenta e visita este hospital para a problemática do VIH/SIDA, de modo que, ao ver este objeto, as pessoas possam refletir sobre esta realidade.

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 6

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA 2018 CAOJ de Coimbra - 7

 
IV Ciclo de Palestras - Afetos e Saúde

“Afetos e Saúde” é o nome de um ciclo de palestras que são organizadas em conjunto pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) e pela Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA).

A quarta palestra deste ciclo, denominada “Vacinação: Sim ou Não?”, a realizar no próximo dia 3 de dezembro de 2018, enceta em si as comemorações do Dia Internacional de Luta contra a SIDA e pretende discutir a questão da vacinação, a sua importância e as controvérsias em torno do direito (ou não) à não vacinação.

A maior parte dos países representados na Organização Mundial de Saúde apresenta Planos Nacionais de Vacinação sendo que, em Portugal, este plano é implementado de forma gratuita e acessível, desde 1965. A vacinação extra plano apresenta um outro conjunto de vacinas que podem ou não ser administradas, sendo que, na maior parte dos casos, é a colaboração entre profissionais de saúde e utentes (ou seus representantes) que define essa administração. Contudo, e apesar de prever a redução mundial da mortalidade, produzindo imunidade para determinadas doenças, o número de pessoas que se opõem a este processo tem vindo a ser crescente, também em Portugal. Por outro lado, existem pessoas que pela imunossupressão podem ver comprometida a administração de determinadas vacinas.
Vacinar ou não vacinar pode tornar-se um risco de saúde pública? Temos ou não o direito de opção pela vacinação? Estaremos ou não a comprometer a imunidade de grupo quando optamos pela não vacinação? Há ou não falsas contraindicações? Estas serão algumas das questões em discussão cabendo a um painel de especialistas convidados contribuir com os seus conhecimentos e esclarecimentos para uma reflexão conjunta acerca destas temáticas.

À semelhança das palestras anteriores, abrimos esta reunião científica à comunidade em geral, com o propósito de contribuir para as questões da literacia em saúde, contando, portanto, com a presença de pessoas ligadas aos cuidados informais desde a infância aos seniores e dos cuidados formais, nomeadamente estudantes de diversas áreas do cuidado, médicos, enfermeiros, farmacêuticos, psicólogos, gerontólogos, etc.

IV Ciclo de Palestras - Afetos e Saúde

 
Diferente mas Não Desigual

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), a convite do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM realizou uma ação de sensibilização/prevenção com os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais São Pedro (CAO São Pedro) no dia 22 de novembro de 2018, nas nossas instalações.

Esta iniciativa intitulada "Diferente mas não Desigual" pretendeu promover e desenvolver comportamentos sexuais saudáveis e adequados focando em conteúdos sociais e relacionais. Mais especificamente: educar para o que é a sexualidade em geral; sensibilizar e transmitir afeto físico de forma adequada; desencorajar as demonstrações de afeto desadequadas; consciencializar para diferenciar o que é socialmente aceitável "em público" e em "privado"; encorajar o dizer Não, quando necessário; e, educar a relatar alguém de confiança em caso de abuso/aproximação sexual.

Esta ação foi dirigida a pessoas com necessidades especiais, nomeadamente, deficiência intelectual e/ou motora com idades compreendidas entre os 20 e os 45 anos, acompanhadas por uma psicopedagoga. A importância da mesma é devido à inclusão social de pessoas com necessidades especiais na temática da sexualidade pois estas estão expostas e podem experienciar um duplo preconceito social. Por um lado, devido à deficiência e, por outro, devido à perceção negativa/distorcida que a sociedade possui relativamente à sua sexualidade (seres "assexuados", "infantis", "sexualmente agressivos", e/ou "patológicos"). Para além disto, é importante destacar que as pessoas que vivem com algum tipo de deficiência estão mais vulneráveis a situações de abuso sexual, gravidez precoce e infeções sexualmente transmissíveis (por exemplo, o VIH/SIDA).

"As barreiras colocadas por outras pessoas e pela sociedade são muitas vezes uma dificuldade maior do que a própria deficiência".

Diferente mas não Desigual 2018 - 1Diferente mas não Desigual 2018 - 2

 

 

 

 

 

 

 

Diferente mas não Desigual 2018 - 3

 
2ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) no dia 19 de novembro marcou presença nas 2ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências, no auditório da Escola da APEL, Funchal.

O Instituto de Administração da Saúde, IP-RAM, através da Unidade Operacional de Intervenção em Comportamentos Aditivos e Dependências (UCAD) organizou este evento que pretendeu dar a conhecer aos/às participantes informação técnico-científica atualizada, através de palestras temáticas, tendo como oradores ilustres investigadores, políticos e profissionais na área dos CAD. Neste espaço de reflexão e partilha de conhecimento foram abordados temas como: os comportamentos e as dependências online, a cannabis como substância de abuso, bem como a sua utilização terapêutica.

Um dos temas abordados foi a "Geração Cordão: Comportamentos e Dependências Online", proferido por Ivone Patrão e moderado por Marco Gomes, Diretor Regional de Educação. Segundo o Psicólogo Clínico e Diretor da UCAD, Drº Nelson Abreu, as dependências sem substâncias estão a tornar-se uma realidade assustadora pelo que é preciso evitar que haja uma propagação até porque a sintomatologia desta dependência, a problemática da utilização das novas tecnologias, é semelhante ao consumo de drogas.

Desta forma para a Delegação Regional da Madeira da FPCCSIDA fez todo o sentido conhecermos esta "nova" problemática uma vez que a nossa intervenção apresenta como público-alvo crianças e jovens.

2ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências - Cartaz

2ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências - Programa2ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências - 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências - 22ª Jornadas Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências - 3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
<< Início < Anterior 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 Seguinte > Final >>

Pág. 133 de 192