Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Eventos

  • 05.12.2019 - 07.12.2018
    • Formação Científica e Pedagógica - CAOJ da Beira Alta
  • 09.12.2018 - 09.12.2018
    • Lanche dos Afetos 2018 - CAOJ do Porto
  • 30.11.2018 - 30.11.2018
    • Debate "A infeção VIH/SIDA: Prevenção não tem idade"
  • 05.11.2018 - 09.11.2018
    • Formação Científica e Pedagógica - CAOJ de Lisboa
  • 02.11.2018 - 02.11.2018
    • Gala Solidária '18

Entrada
Corpo da página (ALT + 2)
FORMAÇÃO PEDAGÓGICA - CAOJ DA BEIRA ALTA

Formação Pedagógica do CAOJ da Beira Alta 2018 - Programa

 
PRIMEIRA EDIÇÃO DA "PRAÇA DA SAÚDE"

A Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a SIDA” (FPCCSIDA), através do Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ) do PORTO, participou ativamente na primeira edição da "Praça da Saúde".

Aumentar a literacia em saúde foi o principal objetivo da “Praça da Saúde” que esteve instalada, no passado dia 23 de novembro, sexta-feira, na Reitoria da Universidade do Porto e espaços envolventes.

Este evento decorreu ao longo de todo o dia e esta iniciativa contou com diversas ativitades tais como: rastreios de saúde gratuitos, mostra de tecnologias, palestras e conferências, show cooking e aulas de exercício físico abertas a toda a população.

De acordo com Elísio Costa, que representa a Universidade neste Instituto, este é "um grande consórcio que junta universidades europeias, institutos de investigação e empresas na área da saúde".

Primeira Edição da Praça da Saúde - 1Primeira Edição da Praça da Saúde - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Primeira Edição da Praça da Saúde - 3

 
II JORNADAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

A Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), através do Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ) do Porto, marcou presença nas II Jornadas Municipais de Saúde, que se realizaram no passado dia 22 de novembro, no auditório do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), e que tiveram por tema: "Plano Municipal de Saúde do Porto: um instrumento diretor na área das políticas de saúde da cidade".

O evento foi dirigido a profissionais das áreas da saúde e social, bem como a entidades parceiras da Câmara do Porto e demais agentes que atuam direta ou indiretamente na promoção da saúde, como é o caso da Fundação.

Ao reunir saberes e parceiros distintos, a autarquia pretende dar continuidade à partilha de boas práticas iniciada em 2017, sendo que os principais objetivos deste ano estão centrados na apresentação do trabalho que tem vindo a ser efetuado no âmbito da criação e desenvolvimento do Plano Municipal de Saúde do Porto. São também prioridades a reflexão e a recolha de contributos para a definição dos próximos passos no desenvolvimento desta ferramenta estratégica, que permita um alinhamento concertado e participado das suas principais linhas de atuação.

Desse modo e com a implementação de um conjunto de ações integradas e inovadoras, conseguir-se-á o envolvimento de todos na construção de uma cidade mais saudável e resiliente, o que se refletirá no aumento da qualidade de vida das pessoas.

II Jornadas Municipais de Saúde Porto - 1

II Jornadas Municipais de Saúde Porto - 2II Jornadas Municipais de Saúde Porto - 3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

II Jornadas Municipais de Saúde Porto - 4II Jornadas Municipais de Saúde Porto - 5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
VII CONFERÊNCIA CORAÇÕES CAPAZES DE CONSTRUIR

A Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), através do Centro de Aconselhamento de Orientação de Jovens (CAOJ) de Lisboa, esteve representada no dia 19 de novembro, na VII Conferência Corações Capazes de Construir, que teve como tema central a "Adolescência", promovido pela Associação Corações com Coroa.

Esta conferência debruçou-se sobre algumas das temáticas ligadas a uma fase fundamental do crescimento, a adolescência, procurando respostas para os desafios com que se deparam os/as jovens de hoje, promovendo ferramentas que sejam transformadoras no sentido de adquirirem as competências necessárias e desejadas.

O evento, que juntou nomes como Bruno Nogueira, Marisa Liz, SEA3PO, Bordalo II e, que contou com a presença do Ministro da Educação, entre outros debateram a adolescência, os riscos e a problemática da Violência no Namoro em Portugal. Foram/são os temas de discussão e reflexão.

Foram também anunciados os vencedores do VI Prémio de Comunicação Corações Capazes de Construir, que tem o objetivo de premiar trabalhos de jornalismo e publicidade no âmbito dos direitos humanos.

A Corações com Coroa lançou, segunda-feira, 19 de novembro, uma campanha contra a Violência no Namoro, com música original ‘O que é ser normal? Apontar o dedo ao mal’, com composição e produção de Tiago Bettencourt, letra de Catarina Furtado e interpretação da atriz Daniela Melchior. O vídeo, que pode ver, foi apresentado na VII Conferência da organização presidida por Catarina Furtado.

VII Conferência Corações Capazes de Construir - 1VII Conferência Corações Capazes de Construir - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VII Conferência Corações Capazes de Construir - 3VII Conferência Corações Capazes de Construir - 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VII Conferência Corações Capazes de Construir - 5VII Conferência Corações Capazes de Construir - 6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VII Conferência Corações Capazes de Construir - 7

 

O que é ser normal? Apontar o dedo ao mal

 

O que é ser Normal - Apontar o dedo ao mal

Assista ao vídeo... AQUI!

 
SAÚDE E DESPORTO: UNIDOS NA LUTA CONTRA O VIH/SIDA

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) a convite do Instituto de Administração da Saúde, IP-RAM no dia 25 de novembro marcou presença no jogo de andebol, no Pavilhão do Funchal.

Esta iniciativa organizada pela Comissão Regional de Luta Contra a SIDA pretendeu assinalar o Dia Mundial de Luta Contra a SIDA sob o lema "Saúde e Desporto: Unidos na Luta Contra o VIH/SIDA".

Saúde e Desporto Unidos na Luta Contra o VIH-SIDA - Programa

Saúde e Desporto Unidos na Luta Contra o VIH-SIDA - 1Saúde e Desporto Unidos na Luta Contra o VIH-SIDA - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Saúde e Desporto Unidos na Luta Contra o VIH-SIDA - 3

 
IV JORNADAS REGIONAIS DA ASSOCIAÇÃO PARA O PLANEAMENTO DA FAMÍLIA

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) no dias 23 e 24 de novembro marcou presença nas IV Jornadas Regionais da Associação para o Planeamento da Família "Escolhas Direitos e Saúde: Tendências e Prioridades", no Hotel Baía Azul.

Esta iniciativa mereceu toda a nossa atenção e interesse por terem sido abordadas diversas temáticas (por exemplo, intersexo, identidade de género, dependências sem substâncias, entre outras) até ao momento, pouco debatidas na Região Autónoma da Madeira.

IV Jornadas Regionais da Associação para o Planeamento da Família - Programa

IV Jornadas Regionais da Associação para o Planeamento da Família - 1

IV Jornadas Regionais da Associação para o Planeamento da Família - 2IV Jornadas Regionais da Associação para o Planeamento da Família - 3

 
SEMANA EUROPEIA DO TESTE - 23 A 30 DE NOVEMBRO

Semana Europeia dos Teste - 2018

 
DIFERENTE MAS NÃO DESIGUAL

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), a convite do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM realizou uma ação de sensibilização/prevenção com os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais São Pedro (CAO São Pedro) no dia 22 de novembro de 2018, nas nossas instalações.

Esta iniciativa intitulada "Diferente mas não Desigual" pretendeu promover e desenvolver comportamentos sexuais saudáveis e adequados focando em conteúdos sociais e relacionais. Mais especificamente: educar para o que é a sexualidade em geral; sensibilizar e transmitir afeto físico de forma adequada; desencorajar as demonstrações de afeto desadequadas; consciencializar para diferenciar o que é socialmente aceitável "em público" e em "privado"; encorajar o dizer Não, quando necessário; e, educar a relatar alguém de confiança em caso de abuso/aproximação sexual.

Esta ação foi dirigida a pessoas com necessidades especiais, nomeadamente, deficiência intelectual e/ou motora com idades compreendidas entre os 20 e os 45 anos, acompanhadas por uma psicopedagoga. A importância da mesma é devido à inclusão social de pessoas com necessidades especiais na temática da sexualidade pois estas estão expostas e podem experienciar um duplo preconceito social. Por um lado, devido à deficiência e, por outro, devido à perceção negativa/distorcida que a sociedade possui relativamente à sua sexualidade (seres "assexuados", "infantis", "sexualmente agressivos", e/ou "patológicos"). Para além disto, é importante destacar que as pessoas que vivem com algum tipo de deficiência estão mais vulneráveis a situações de abuso sexual, gravidez precoce e infeções sexualmente transmissíveis (por exemplo, o VIH/SIDA).

"As barreiras colocadas por outras pessoas e pela sociedade são muitas vezes uma dificuldade maior do que a própria deficiência".

Diferente mas não Desigual 2018 - 1Diferente mas não Desigual 2018 - 2

 

 

 

 

 

 

 

Diferente mas não Desigual 2018 - 3

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 5 de 170