Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Eventos

  • 05.06.2017 - 05.06.2017
    • VIII Jornadas Nacionais de Educação Pelos Pares
  • 17.03.2017 - 17.03.2017
    • 6.ªs Jornadas Nacionais Ético-Jurídicas da Infeção VIH/SIDA
  • 26.01.2017 - 27.01.2017
    • CAOJ de Lisboa - Formação Científica e Pedagógica 2016
  • 18.12.2016 - 18.12.2016
    • CAOJ do Porto - "Lanche dos Afetos" 2016
  • 21.11.2016 - 26.11.2016
    • CAOJ de Coimbra - Formação Científica e Pedagógica 2016

Entrada
Corpo da página (ALT + 2)
Infeção VIH/SIDA: a situação em Portugal a 31/12/2013

No passado dia 14 de Novembro, o Departamento de Doenças Infeciosas do INSA - Unidade de Referência e Vigilância Epidemiológica do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, tornou público o Relatório Anual sobre a situação da infeção VIH/Sida em Portugal. Os dados reportam-se a 31 de dezembro de 2013 e são o ponto de referência mais atualizado de que dispomos para refletir sobre o Dia Mundial de Luta Contra a SIDA que hoje se assinala:

 a INSA Relatorio2014

 

No resumo disponível no Repositório Científico do INSA são apresentadas as principais conclusões do Relatório que se transcrevem a seguir:

"A infeção por VIH continua a representar um desafio importante para a Saúde Pública de Portugal onde, no final de 2013, o total de novos casos notificados, desde 1985, ascendia a 47 390.

Em 2013, foram diagnosticadas e notificadas ao Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP (INSA) 1 093 novas infeções, o que sugere uma taxa de 10,5 novas infeções por 100.000 habitantes, não ajustada para o atraso de notificação. O número de novos diagnósticos em homens foi 2,4 vezes superior ao registado em mulheres e metade dos casos referentes a adultos correspondiam a indivíduos com idade igual ou superior a 40 anos.

Na maioria dos novos casos a residência à data da notificação situava-se na região da Grande Lisboa. O modo de transmissão do VIH mais frequente foi o contacto heterossexual, referido em 61% dos casos.

Os homens que têm relações sexuais com homens (HSH) totalizaram 43% dos novos casos de infeção em indivíduos do sexo masculino. Os HSH tendem a ser mais jovens que os heterossexuais à data de diagnóstico, metade têm idade inferior ou igual a 32. Os casos associados ao consumo de drogas representaram 7% dos novos diagnósticos.

Em 2013 foi possível registar, para 70% dos novos casos, os valores das contagens de células TCD4+ (CD4) obtidos na primeira avaliação clínica. Destes, 58% referem valores de CD4 inferiores a 350 células/mm3, o que significa um maior risco de mortalidade e morbilidade, custos mais elevados em cuidados de saúde e oportunidades perdidas no controlo da epidemia VIH em Portugal.

Durante o ano 2013 foram também diagnosticados e comunicados ao INSA 322 novos casos de SIDA. Entre 2000 e 2012 registou-se uma redução média anual de 7,4% no número de novos casos de SIDA notificados, valor sem ajustamento para o atraso de notificação.

A frequência de diagnóstico das diferentes doenças definidoras de SIDA varia de acordo com o modo de transmissão da infeção, no entanto, a pneumonia por Pneumocystis é a doença definidora de SIDA mais comummente referida. A proporção de casos em que é diagnosticada aumenta 1,6% ao ano, desde 2000.

Foram ainda notificados ao INSA 226 óbitos que ocorreram em 2013, registados em indivíduos infetados por VIH, 145 dos quais em estadio SIDA. A maior frequência de mortes registou-se em heterossexuais e indivíduos com história de uso de drogas injectáveis. Contudo, observou-se que 48% das mortes em heterossexuais ocorreram nos cinco anos subsequentes ao diagnóstico, enquanto as mortes ocorridas em 55% dos toxicodependentes aconteceram 10 ou mais anos após o diagnóstico de infeção por VIH.

Neste relatório apresentamos informação detalhada sobre os casos de infeção VIH em crianças com idades inferiores a 15 anos. Desde o diagnóstico do primeiro caso pediátrico, que ocorreu em 1984, foram notificados 479 casos registados em crianças, verificando-se igual distribuição entre sexos. O modo de transmissão mais frequente foi a transmissão mãe-filho, contudo, desde a introdução do rastreio na gravidez e da terapêutica antirretroviral profilática, o número de casos diagnosticados diminuiu continuamente. Nos anos mais recentes aumentou a proporção de casos importados.

Nos 30 anos que decorreram desde que o primeiro caso de infeção por VIH foi diagnosticado em Portugal as características da epidemia sofreram evolução. O aumento do número de novos diagnósticos de infeção por VIH em jovens do sexo masculino que têm sexo com homens e a elevada percentagem de diagnósticos tardios em heterossexuais de meia-idade são tendências recentes documentadas no presente relatório, que devem captar a atenção das autoridades de Saúde Pública.

A vigilância da infeção VIH tem um papel crucial ao fornecer informação que permite demonstrar as mudanças nos padrões de transmissão do vírus e que contribui também para o desenvolvimento e avaliação de estratégias para controlo da infeção. Dados atempados e correctos são um pré requisito para a produção de informação de elevada qualidade e, consequentemente, para o controlo eficaz da infeção VIH em Portugal".

http://repositorio.insa.pt/handle/10400.18/2448

 
Exposição 30 anos de Sida 20 anos de luta pela vida - 1 de dez

A Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" em parceria com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) inaugura no dia 1 de dezembro, no átrio dos Hospitais da Universidade de Coimbra,  a Exposição "30 Anos de Sida 20 Anos de Luta pela Vida".

A montagem desta Exposição tem a colaboração da Escola Secundária José Falcão e da Cáritas Diocesana de Coimbra e o apoio das seguintes entidades: Ministério da Saúde, Direção-Geral de Administração Escolar do Ministério da Educação e Ciência, Administração Regional de Saúde do Centro, Câmara Municipal de Coimbra, Direção-Geral de Saúde, Programa Nacional para a Infeção VIH/Sida, Secretaria Regional dos Assuntos Sociais do Governo Regional da Madeira, Associação de Intervenção Comunitária, Desenvolvimento Social e Saúde, bem como das empresas 32 Senses Group, Actual Way, GCI e Gilead.

Exp1dezPainelCentral

Expo1dezchuc1  Expo1dezchuc2 Expo1dezchuc3

 

Para assinalar o Dia Mundial de Luta Contra a SIDA, a Fundação associa-se também à Conferência "VIH/Sida - Diga Sim à Prevenção, Diga Não à Discriminação" que se realiza no Hospital Pediátrico de Coimbra a partir das 15 horas e irá lançar uma Coleção de Postais com mensagens de prevenção da infeção VIH/Sida, elaboradas em sessões realizadas no Estabelecimento Prisional de Coimbra, no quadro de um projeto de intervenção que teve a participação de um grupo de sete reclusos.

Com todas estas iniciativas, a Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" procura ainda reforçar os objetivos da Semana Europeia do Teste VIH que decorreu entre os dias 22 e 29 de novembro. 

 
V Jornadas Nacionais de Educação pelos Pares

Por iniciativa da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA", em parceria com a Direção-Geral de Administração Escolar e a Direção-Geral de Saúde, realizam-se no próximo dia 31 de outubro, no Auditório do INFARMED, em Lisboa, as V Jornadas Nacionais de Educação pelos Pares sobre o tema Saúde, Sexualidade e Educação.

Ao longo do dia, diversos painéis de especialistas abordarão os seguintes temas: Ver Programa

- Saúde e comportamentos de risco na adolescência: a importância da educação pelos pares
- Prevenção da infeção VIH/Sida: novos desafios
- Jovens, afetos e sexualidades
- Género, educação e cidadania
- Promoção de estilos de vida saudáveis
- O Projeto Nacional de Educação pelos Pares e a intervenção dos Centros de Aconselhamento e Orientação de Jovens (CAOJ)
- A importância do voluntariado na educação pelos pares

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas enviando a ficha anexa para o seguinte endereço de email:   Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar

Descarregar Ficha de Inscrição

 Cartaz V Jornadas Ed Pelos Paresweb

 
3as Jornadas Nacionais Ético-Jurídicas da Infeção VIH/SIDA

3JornadasEticoJricdicas1

 

3JornadasEticoJuriducas2

 

image

 

 

Programa 

3jornadas1  3jornadas2

 

Comissão de Honra

 

Presidente da Assembleia da República
Presidente do Supremo Tribunal de Justiça
Ministro do Estado e dos Negócios Estrangeiros
Ministro da Saúde
Ministra da Jústiça
Ministro da Educação e Ciência
Ministro da Solidariedade e da Segurança Social
Procuradora-Geral da República Portuguesa
Presidente do Conselho Reitores das Universidades Portuguesas
Bastonário da Ordem dos Advogados
Bastonário da Ordem dos Médicos
Bastonário da Ordem dos Enfermeiros
Bastonário da Ordem dos Biólogos
Bastonário da Ordem dos Economistas
Bastonário da Ordem dos Farmacêuticos
Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas
Bastonário da Ordem dos Notários
Bastonário da Ordem dos Psicólogos
Presidente da Câmara Municipal de Lisboa
Presidente da Câmara Municipal do Porto
Presidente da Câmara Municipal de Oeiras
Presidente da Câmara Municipal de Coimbra
Presidente da Câmara Municipal do Funchal
Presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida
Diretor Geral da Administração Escolar
Diretor Geral de Saúde
Cardeal-Patriarca de Lisboa
Presidente do Conselho Diretivo da ARSLVT
Director Nacional do Programa de Luta Contra VIH/SIDA
Presidente do Conselho de Curadores da FPCCSIDA
Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde
Presidente da Fundação Champalimaud
 
2ªs Jornadas Ético-Jurídicas sobre a Infecção VIH-SIDA

Cartaz_2Jornadas

Programa:  [ficheiro PDF]

“Os Profissionais de Saúde, os Hospitais e o VIH/SIDA”

Biblioteca Almeida Garrett, Porto

1 de Abril de 2011

Com o Alto Patrocínio de Sua Excelência,
o Presidente da República

Organização:

Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA"
Centro de Direito Biomédico,
Associação Portuguesa de Bioética
Serviço de Bioética e de Ética Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
 

Inscrições:

[ficha de inscrição]

Enviar para:
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar
Fax: 222088648
Contactos Telefónicos: 213 611 329 / 222 088 646

Programa 

9h00-9h30 – Abertura do Secretariado

9h30 – 10h00 – Sessão de Abertura do Congresso

10h15-13h00 – OS HOSPITAIS E A INFECÇÃO VIH-SIDA

Presidente da Mesa: Prof. Doutor Rui Nunes (Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Presidente da Associação Portuguesa de Bioética, Director do Serviço de Bioética e de Ética Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto)

Moderadora: Prof.ª Doutora Guilhermina Rego (Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Associação Portuguesa de Bioética

  •  “Responsabilidade Civil Resultante da Transfusão de Sangue Contaminado com VIH.” - Prof.ª Doutora Luísa Neto (Faculdade de Direito da Universidade do Porto)
  • O Princípio da Não Discriminação e o Acesso Aos Serviços de Saúde.” - Mestre André Dias Pereira (Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Centro de Direito Biomédico)
  • O Direito ao Sigilo e a Infecção VIH/SIDA no Ambiente Hospitalar.” - Prof.ª Doutora Maria do Céu Rueff (Centro de Direito Biomédico)
  • A “Educação Pelos Pares”: Os Profissionais de Saúde e de Educação - Prof.ª Doutora Filomena Teixeira (Escola Superior de Educação de Coimbra; Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra A Sida”; Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens de Coimbra)

Debate

13-00-14h30 – Pausa para almoço

14h30 – 16h45 – OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E O VIH

 Presidente da Mesa: Prof. Doutor Guilherme de Oliveira (Professor Catedrático aposentado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, Presidente da Direcção do Centro de Direito Biomédico, Reitor da Universidade Portucalense)

 Moderador: (a confirmar)

  • "Questões Éticas no Cuidado Profissional a Pessoas com VIH/SIDA" - Prof.ª Doutora Margarida Vieira (Universidade Católica do Porto)
  • A Não Discriminação em Razão do Estado de Saúde - Prof.ª Doutora Helena Melo (Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, Associação Portuguesa de Bioética)
  • VIH e Direito à Autodeterminação Informacional - Prof.ª Doutora Stela Barbas (Universidade Autónoma de Lisboa)
  • O Direito do Profissional de Saúde com VIH/SIDA ao Exercício da Sua Profissão.” - Mestre Milena Rouxinol (Faculdade de Direito da Universidade Lusófona do Porto)
  • "Uma Epidemia de Estigma: Implicações Educativas das Atitudes Negativas dos Adolescentes Face Aos Doentes com SIDA"Prof.ª Doutora Teresa Vilaça (Universidade do Minho; Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra A Sida”; Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens do Porto)

17h00 Pausa para café

17h30 – Conclusões

  • Dr.ª Filomena Frazão de Aguiar (Presidente do Conselho de Administração da Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a Sida”) 
  • Mestre André Dias Pereira (Assistente da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra; Membro da Direcção do Centro de Direito Biomédico; Curador e Membro do Conselho de Administração da Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a Sida”)
  • Prof. Doutor Rui Nunes (Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Presidente da Associação Portuguesa de Bioética, Director do Serviço de Bioética e de Ética Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto) 
  • Prof. Doutor Guilherme de Oliveira (Professor Catedrático aposentado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, Presidente da Direcção do Centro de Direito Biomédico, Reitor da Universidade Portucalense)

18h00 – Sessão de Encerramento do Congresso

 

Comissão de Honra (confirmada)

  • Presidente da Assembleia da República
  • Presidente do Supremo Tribunal de Justiça
  • Procurador-Geral da República
  • Reitor da Universidade do Porto
  • Ministra da Saúde
  • Ministro da Justiça
  • Ministra da Educação
  • Ministra do Trabalho e da Solidariedade Social
  • Governadora Civil do Distrito do Porto
  • Presidente da Câmara Municipal do Porto
  • Presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida
  • Bastonário da Ordem dos Médicos
  • Bastonário da Ordem dos Advogados
  • Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas
  • Bastonário dos Farmacêuticos
  • Bastonário da Ordem dos Enfermeiros
  • Bastonário da Ordem dos Economistas
  • Bastonário da Ordem dos Biólogos
  • Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde
  • Bispo do Porto
  • Presidente do Conselho Directivo da Administração Regional de Saúde do Norte
  • Director Regional de Educação do Norte
 
TUI do CAOJ Coimbra apresenta 00:13:13

O Teatro Universitário de Intervenção do Centro de Aconselhamento e Orientação de Jovens de Coimbra estreou a peça 00:13:13 na Escola EB 2,3 Martim de Freitas, em Coimbra. A peça foi apresentada terça-feira, dia 15 de Junho, aos alunos do 7º C com a colaboração da Directora de Turma Cristina Cortez e da Professora Paula Vilaça do CAOJ Coimbra, responsável  pelo Projecto Educação pelos Pares no Agrupamento.

O TUI é dinamizado por Adriana Gomes, Jenifer Morgado e Vânia Barbosa,alunas finalistas do Curso de Animação Socioeducativa da Escola Superior de Educação de Coimbra que realizam o seu Projecto de Estágio no CAOJ Coimbra.

A peça conta ainda com a participação das actrizes Carina Pereira, Rita Martins, Rita Nobre, Virgínia Santana e do actor Vitor Reis, todos alunos do Curso de ASE da ESEC. 

TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.inicio

00:13:13 é uma proposta de intervenção teatral sobre os comportamentos de risco e as dinâmicas de estigma e discriminação associadas à infecção por VIH/SIDA.

"Na tentativa de entender e ultrapassar o preconceito, surgem as personagens desta história: o Conceito e os seus significados: O que o Espírito Concebe, Opinião, Reputação, Dito Sentencioso e Parte Final de uma Charada. Num diálogo aberto e despretensioso, as personagens vão retirando as máscaras e despindo os falsos conceitos, na busca incessante da verdade e na redescoberta da esperança."

TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.conceito7  TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.ditosentencioso   TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.reputao                 

  TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.conceito3        TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.conceito

                                

  TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.conceito2      TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.conceito4

                TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.coro      TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.O_que_o_espirito_concebe                       

  TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.o_que_o_esprito_concebe       TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.rap2      

TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.grupos_de_risco                 TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.abrao     

 

TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.debate2        TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.debate4

 

 TUI.MartimFreitas.15Junho.2010.debate1

A próxima apresentação da peça 00:13:13 irá decorrer no 1º Seminário de Educação pelos Pares - As Múltiplas Faces de uma Abordagem, agendado para o próximo dia 18 de Junho, na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra. 

Ficha técnica

  • Actores
         Conceito: Adriana Gomes
         O que o Espírito Concebe: Jenifer Morgado
         Opinião: Rita Martins
         Dito Sentencioso: Virgínia Santana e Rita Nobre
         Reputação: Vânia Barbosa e Carina Pereira
         Parte Final de uma Charada: Vítor Reis
  • Banda sonora

         Sam the Kid / Gonzalez uber Alles / I Soul Drummers

  • Direcção de actores

         Prof. Fernando Moreira Marques do CAOJ Coimbra

  • Produção

         CAOJ Coimbra da FPCCSIDA

  • Apoio

         Escola Superior de Educação de Coimbra

 
NAM AIDSMAP - 15 DE MAIO DE 2017

NAM AIDSMAP - 15 de maio de 2017

 
NAM AIDSMAP - 10 DE MAIO DE 2017

NAM AIDSMAP - 10 de maio de 2017

 
<< Início < Anterior 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 Seguinte > Final >>

Pág. 72 de 80