Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Entrada
Corpo da página (ALT + 2)
FPCCSIDA NO ICCA 2019

É como enorme satisfação que a Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) participa em mais uma edição do Internacional Conference on Childhood and Adolescence – ICCA.

A 3ª edição do ICCA decorre de 23 a 25 de janeiro na Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, no Porto.

A Doutora Paula Costa, em representação da FPCCSIDA moderou uma sessão de apresentação de posteres e realizou a apresentação da comunicação oral “Promoção da Educação para a Saúde e Sexualidade: Projeto com Jovens Institucionalizados em Centro Educativo – CAOJ de Coimbra”.

FPCCSIDA no ICCA 2019 - 1FPCCSIDA no ICCA 2019 - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FPCCSIDA no ICCA 2019 - 3FPCCSIDA no ICCA 2019 - 4

 

 

 

 

 

 

 
APRESENTAÇÃO DO PROJETO "ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA"

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) no dia 24 de janeiro marcou presença na apresentação do projeto "Escola Amiga da Criança", no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira.

O evento, que vai já na segunda edição, organizado pela Confederação Nacional da Associação de Pais (CONFAP) e pela editora Leya Educação, contou com a presença da nossa Presidente Honorária, na qualidade de Deputada da Assembleia Legislativa da Madeira, e do conceituado psicólogo Eduardo Sá. É um projeto que consiste num concurso de ideias que visam valorizar a escola e distinguir os estabelecimentos de ensino que desenvolveram atividades que contribuem ou contribuíram para uma aprendizagem mais feliz dos/as alunos/as no contexto escolar. Trata-se de um concurso dirigido aos estabelecimentos de ensino públicos e privados, do pré-escolar ao ensino secundário, bem como às escolas profissionais.

O principal objetivo desta iniciativa é o de apoiar e incentivar uma escola que educa e é feliz, pretende estimular as comunidades educativas e a sociedade em geral a olharem de forma renovada e inspirada para os aspetos fundamentais do desenvolvimento dos/as alunos/as.

"Mais do que formar bons alunos, preocupem-se em formar boas pessoas".

O vencedor do projeto ganha cinco mil euros em livros, os distinguidos com menções honrosas (o melhor de cada uma das sete categorias) ganha 500 euros também em livros para as bibliotecas das escolas. Para além destes prémios, serão distinguidas todas as escolas cujos projetos se distingam, recebendo o selo "Escola Amiga da Criança".

Apresentação do Projeto Escola Amiga da Criança 2019 - 1

Apresentação do Projeto Escola Amiga da Criança 2019 - 2Apresentação do Projeto Escola Amiga da Criança 2019 - 3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apresentação do Projeto Escola Amiga da Criança 2019 - 4

 
ASSINATURA DE PROTOCOLO

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) no dia 24 de janeiro marcou presença na assinatura do protocolo entre a rede ex aequo, Opus Gay e a Vice-Presidência do Governo Regional, no Salão Nobre do Palácio da Vice-Presidência do Governo Regional.

A assinatura deste documento entre duas associações portuguesas de defesa dos direitos das pessoas LGBTI e a Vice-Presidência do Governo Regional da Madeira permitirá que, as partes envolvidas, se comprometam a trabalhar as questões LGBTI na Região, criando assim uma maior consciência para as questões de género e de orientação sexual no sentido de incluir as minorias sexuais. Segundo o Conselho de Governo, a Opus Gay e a rede ex aequo têm desempenhado um papel preponderante no desenvolvimento social e no apoio psicológico e social permitindo evitar situações de discriminação.

A Fundação, enquanto elemento parceiro destas duas associações LGBTI e, estando por dois anos consecutivos na organização do Funchal Pride, manifesta o seu agrado e congratula-se por esta iniciativa, pois permitirá reivindicar a não discriminação, combater o preconceito/estigma, a homofobia e a transfobia ainda patentes em alguns setores da nossa sociedade. Acreditamos que mediante um trabalho articulado, com diversas entidades envolvidas, será possível desenvolver e implementar estratégias e ações de intervenção a nível científico, social, cultural e/ou político referentes a esta temática. Neste sentido, a Fundação continua de portas abertas, manifestando interesse em projetos futuros sobre as questões LGBTI.

Assinatura de Protocolo 2019 - 1Assinatura de Protocolo 2019 - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assinatura de Protocolo 2019 - 3Assinatura de Protocolo 2019 - 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
CONFERÊNCIA "INFÂNCIA E DESENVOLVIMENTO"

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA) no dia 18 de janeiro marcou presença na conferência sobre "Infância e Desenvolvimento: Desafios à Intervenção Psicológica e Articulação entre Serviços", no Auditório do Colégio dos Jesuítas, Funchal.

Este evento organizado pela Delegação Regional da Madeira da Ordem dos Psicólogos Portugueses pretendeu estimular a reflexão sobre os principais desafios que se colocam à intervenção nesta fase do desenvolvimento e à articulação entre os vários serviços e setores que servem esta população e, deste modo, oferecer um contributo para a discussão e otimização desta mesma articulação em prol de uma prática cada vez mais colaborativa e eficiente junto da comunidade.

Nesta iniciativa, que contou com cerca de 160 participantes, foram abordados diversos temas sendo eles: Perspetiva sobre desenvolvimento na infância e inclusão social; Intervenção precoce e neurodesenvolvimento; Intervenção psicofarmacológica com crianças e jovens; Comportamentos problema: entre a (in)visibilidade e a disrupção; e Perspetivas intersetoriais sobre a intervenção na infância. Neste sentido, foram debatidas perspetivas estratégicas para a promoção do desenvolvimento na infância, a partir da experiência profissional em áreas como a saúde, a educação, a social e a comunitária.

Foi concluído com esta conferência que no âmbito de cada sector e dentro do mesmo, seja da educação, saúde, área social e comunitária é importante, cada vez mais, desenvolver estratégias específicas, focadas com base científica, para dar resposta às necessidades que existem e garantir condições para que os/as técnicos/as e os/as profissionais de saúde que, trabalham nas fases de desenvolvimento das crianças, possam garantir uma boa intervenção. Ainda urge a importância de existir uma articulação e organização para a optimização dos serviços para que este seja mais eficaz.

"Importa não esquecer que a intervenção precoce é principalmente uma organização de serviços e recursos com uma dimensão pluridisciplinar. Sem estruturas de saúde bem organizadas e capazes de realizar um despiste precoce e uma monitorização da saúde das crianças, sem redes de suporte social, sem assegurar um trabalho com as famílias, sem uma rede de apoio na comunidade e sem um sistema educativo capaz de intervir eficazmente de uma forma muito flexível e diferenciada, a IP permanecerá "letra morta"". (Joaquim Bairrão, 2003).

Conferência Infância e Desenvolvimento 2019 - 1

Conferência Infância e Desenvolvimento 2019 - 2Conferência Infância e Desenvolvimento 2019 - 3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conferência Infância e Desenvolvimento 2019 - 4Conferência Infância e Desenvolvimento 2019 - 5

 

 

 

 

 

 

 
SEMINÁRIO

Seminário - Radicalização em Contexto Prisional Português Estratégias de Prevenção Avaliação e Intervenção

 
SEMINÁRIO "NASCER... CRESCER... E SER FELIZ!"

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa "A Comunidade Contra a SIDA" (FPCCSIDA), nos dias 16 e 17 de janeiro esteve presente no Seminário "Nascer... Crescer... e Ser Feliz!", organizado pela Escola Superior de Saúde da Universidade da Madeira, na Sala do Senado do Campus da Penteada.

Este evento teve como principal objetivo valorizar o contributo das várias áreas da saúde e promover o potencial individual de cada ser humano de forma a tornar-se participativo na sociedade e de forma a cumprir com o seu projeto de vida.

Foram abordados diversos temas ao longo dos dois dias de seminário. No primeiro dia, foram abordados temas como: a saúde mental; a orientação sexual; a identidade de género; sexualidade e novos desafios, entre outros. No segundo dia, foram apresentados temas como: espiritualidade; saúde mental na primeira infância; integração sensorial, entre outros (é ser possível consultar os temas abordados em seminário com mais pormenor através do programa).

Foi concluído neste seminário que a saúde e a educação devem ter uma intervenção conjunta, para que exista uma prevenção mais adequada e com melhores resultados. Como referiu um dos oradores "sozinhos somos pétalas, unidos somos rosas". Concluiu-se, igualmente, que tal ação só é possível com equipas multidisciplinares e transdisciplinares de técnicos superiores, profissionais e auxiliares com formação especializada.

"Não basta saber, é preciso aplicar,
Não basta querer, é preciso fazer". (Goethe)

Seminário Nascer Crescer e Ser Feliz - 1Seminário Nascer Crescer e Ser Feliz - 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seminário Nascer Crescer e Ser Feliz - 3Seminário Nascer Crescer e Ser Feliz - 4

 

 

 

 

 

 

 

Seminário Nascer Crescer e Ser Feliz - 5Seminário Nascer Crescer e Ser Feliz - 6

 

 

 

 

 

 

 

 
WORKSHOP DE TUI - CAOJ DA BEIRA ALTA

Decorreu uma sessão de workshop de Teatro Universitário de Intervenção (TUI), no passado dia 8 de janeiro, das 14h às 18h, na ESTH, em Seia.

Foi um workshop muito dinâmico em que os professores de teatro, José Baptista e Francisco Poppe, utilizaram várias técnicas de abordagem ao trabalho da expressão corporal e da expressão verbal como formas de comunicação privilegiadas no teatro de intervenção.

Já foi escolhida uma mini peça que aborda temáticas como a igualdade de género, maternidade e paternidade responsáveis, o despovoamento no interior, a velhice e a cidadania ativa.

Foram agendados novos encontros (16 e 26 de fevereiro), de modo a esta peça ser ensaiada antes das atuações junto do público, que deverão acontecer a partir de abril.

Workshop de TUI  Baira Alta 2019

 
OBSERVATÓRIO REGIONAL DE SAÚDE MENTAL DA RAM

A Delegação Regional da Madeira da Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a SIDA” (FPCCSIDA) marcou presença no dia 15 de janeiro na assinatura do protocolo de cooperação entre a Universidade da Madeira (UMa) e a Secretaria Regional da Saúde para a implementação do Observatório Regional de Saúde Mental da Região Autónoma da Madeira (RAM), no Edifício da Reitoria da UMa, Funchal.

Este protocolo, válido para o triénio 2019/2021, pretende “contribuir para o estudo continuado da evolução ocorrida em matéria de saúde mental a nível regional, visando a melhor adequação das políticas, estratégias e linhas de atuação definidas para a área e para o intercâmbio de saberes e experiências inovadoras e boas práticas entre a Universidade da Madeira, através da Escola Superior de Saúde, e a comunidade regional, bem como outras universidades/institutos politécnicos/escolas de saúde e com outras regiões", segundo um comunicado da Universidade.

Neste sentido, com este Observatório, a RAM pretende contribuir para o estudo continuado da evolução da saúde mental e ainda adequar as suas estratégias definidas para esta área o que vai permitir conhecer melhor a doença e melhorar a forma de tratamento. Segundo o Dr. Pedro Ramos, Secretário Regional da Saúde "esta ideia lançada pelo professor, Daniel Neto, é mais um instrumento de grande importância para acompanhar e monitorizar todo o processo do novo plano de saúde mental que em breve será anunciado."

"Sem saúde mental não há saúde".

Observatório Regional de Saúde Mental da RAM 2019 - 1Observatório Regional de Saúde Mental da RAM 2019 - 2

 

 

 

 

 

 

 

Observatório Regional de Saúde Mental da RAM 2019 - 3

 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Seguinte > Final >>

Pág. 11 de 189