Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Eventos

  • 30.11.2017 - 30.11.2017
    • Encontro Científico "O Portador de VIH/SIDA em Contexto Laboral"
  • 13.11.2017 - 14.11.2017
    • Formação Científica e Pedagógica 2017/2018 - CAOJ de Lisboa
  • 27.10.2017 - 28.10.2017
    • Formação Científica e Pedagógica 2017/2018 - CAOJ de Coimbra
  • 24.10.2017 - 25.10.2017
    • Formação Científica e Pedagógica 2017/2018 - CAOJ do Porto
  • 18.10.2017 - 30.10.2017
    • Formação Científica e Pedagógica 2017/2018 - CAOJ de Setúbal

Entrada Fundação
Corpo da página (ALT + 2)
IV Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoativas

No dia 19 de setembro teve lugar, no Auditório do Hospital Pulido Valente, a convite do Sr. Dr. João Castel-Branco Goulão, na qualidade de Diretor-Geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivo e nas Dependências (SICAD), a Sessão de Apresentação do IV Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoativas na População Geral, Portugal 2016/17, conduzida pelo seu investigador principal Sr. Prof. Doutor Casimiro Balsa.

Do referido evento ressalva-se a ideia de que os consumos, na sua generalidade, aumentaram na população dos 15-64 anos para ambos os sexos, desde 2012 (aquando do anterior inquérito).

Foi salientado que ainda que estejamos abaixo das prevalências evidenciadas na Europa, nos consumos com risco verifica-se uma subida no risco médio e nas dependências, assumindo-se que nas mulheres houve um aumento dos consumos de álcool, tabaco, cannabis e heroína.

Ainda que se trate de um relatório com dados preliminares está disponível no site do SICAD (http://www.sicad.pt/…/INPG%202016_2017_I%20relatorio%20fina…).

A FPCCSIDA agradece a todos/as os/as participantes e congratula toda a equipa de investigadores/as pelo trabalho desenvolvido que permitirá aferir evidências do panorama nacional e cujos resultados apresentados permitirão às entidades, preocupadas com esta realidade, concertar esforços para que as metas traçadas no Plano de Ação para a Redução dos Comportamentos Aditivos e das Dependências sejam uma realidade.

IV Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoativas na População Geral Portugal 2016-17